Reader com Café.

Links do Dia #34

Posted in Sem categoria by fivela on 06/11/2009

De volta ao Blog! Ainda sem computador e com poucas perspectivas, hehehe.. Muito tempo longe, muitas coisas para postar, mas vamos com calma.  Enq1uanto ainda não tomo meu café aqui vão os links direto do meu Reader.

____________

Amphibious Architecture, The Living Architects

Sugado direto do BLDGBLOG, o nosso primeiro link de hoje trata-se do projeto Amphibious Architecture, dos arquitetos novaiorquinos do The Living. A instalação é na verdade uma estação flutuante de monitoramento ambiental e utiliza como interface um conjunto de tubos luminosos que transmitem à população o status da vida subaquática dos rios de Nova Iorque. Os sensores monitoram a qualidade das águas, presença de peixes e até mesmo o nível de interação entre homem e rio. Um dos pontos mais interessantes do projeto é a possibilidade de comunicação via SMS, que permite a comunicação em tempo real entre você e o sensor, que dará resposta sobre o ambiente subaquático no momento.

________________

Casas de Concreto do BAK Arquitectos

Tenho visto muito posts sobre as residencias do BAK Arquitectos, que, desde a construção da Casa de Mar Azul, tem seu trabalho se consolidando e definido sobretudo pelo uso do concreto bruto associado à madeira natural, vidro e metal nas esquadrias, através de formas puras e sóbrias. A densidade e a textura dos materiais, repetidos no mobiliário interno, as identifica com a modernidade brutalista, no entanto, suas composições formais usam linhas mais leves, o que traz o resultado harmonioso e a assim a repercussão das obras do BAK mundo afora.

A Casa de Concreto de Mar Azul – foto acima (ah! veja também a casa de mar azul) – fica em Buenos Aires, seu nome já a apresenta bem: concreto na estrutura, na vedação, no mobiliário. Traz elementos como a madeira nas transições entre int6erno e externo, como nos decks externos. A construção se acomoda no terreno, assumindo sua declividade e tirando partido do sítio. Esta integração também pode ser notada na sintonia entre os brises e as árvores do bosque, marcando linhas verticais. Esta vivenda se caracteriza, assim como as outras abaixo, como casa de veraneio, justificando, de certa forma, os poucos, e , em grande parte, fixos móveis.

Abaixo a Casa de Mar Azul, a primeira das praianas do escritório.

(Veja +  fotos e plantas no flickr)

Variação com cerâmica! Casa de Ladrillo en Mar Azul:

Acho que nem preciso dizer para observarem o tamanho do balanço que a empena de cerâmica faz!

Casa en La Playa, saindo do bosque agora, haha…

Vejam mais casas no site do BAK.

Variando o tema agora, indo para as habitações multifamiliares, e seguindo com o concretão:

Edificio EEUU, BAK Arquitectos

Saindo das residências para as habitações coletivas, os princípios permanecem. Este edifício guarda muita semelhança com a casa de concreto de mar azul (a primeira da sessão acima). No entando, se na casa os brises integravam-se na composição, no edifício é sacado para o exterior a grade de brises em concreto, criando assim a varanda dos apartamentos  (também utilizada para esconder as unidades condensadoras dos splits, an!).

bakarquitectos.com.ar

__________________________

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Breno said, on 13/12/2009 at 14:38

    concreto e madeira são fantásticos! e um pouquinho de vidro.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: